Helio Begliomini

   pai

 Helio Begliomini nasceu em 21 de março de 1955, na cidade de São Paulo. É filho de Alfio Begliomini e Olga Begliomini. Tem dois irmãos mais novos, Pedro e Silvana. É casado com Aida Lúcia Pullin Dal Sasso Begliomini e tem três filhos: Enrico, administrador; Bruno, médico; e Giovanna, publicitária.

Cursou o primeiro e segundo graus, respectivamente, no Ginásio Santa Gema (Irmãs Passionistas) e no Instituto Estadual Albino César. Graduou-se médico, em 1978, na Faculdade de Medicina de Jundiaí (SP), e exerce sua profissão, desde essa época, na cidade de São Paulo.

Como aluno, foi monitor das seguintes disciplinas: fisiologia (março 1975 a junho 1977); clínica médica (março 1976 a julho 1977) e urologia (março a junho de 1978). Ainda na condição de acadêmico, foi um dos dois fundadores da revista científica Perspectivas Médicas, órgão oficial daquela instituição de ensino. Em 1976, ocupou o cargo de vice-diretor (editor-associado) e, no ano seguinte, de diretor (editor) respectivamente, como quarto e quintoanista.

De 1979 a 1982, especializou-se em Urologia no Hospital do Servidor Público do Estado de São Paulo – Francisco Morato de Oliveira (HSPE-FMO), cumprindo um ano em cirurgia geral e dois em urologia. Após a conclusão, serviu como oficial o Exército Brasileiro, designado para o Hospital Geral de São Paulo e obtendo a patente de 1o tenente médico.

Realizou programa de pós-graduação durante 2,5 anos no Serviço de Urologia do Hospital São Paulo da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), apresentando a tese Contribuição ao Estudo dos Tumores do Testículo, que lhe conferiu o título de “mestre em urologia”, no ano de 1984.

No início de 1986, cumpriu estágio profissional e cultural na Austrália, obtido por concurso através de bolsa de estudos da Rotary Foundation. Foi o único médico dos cinco profissionais brasileiros selecionados que integrou o Group Study Exange naquela ocasião.

Conquistou o 1o lugar no concurso para assistente do Serviço de Urologia do HSPE-FMO, em 1986, sendo médico dessa renomada instituição de ensino desde então, onde também exerce a chefia do grupo de litíase urinária e endourologia desde 1990.

Helio Begliomini é membro de 45 entidades, das quais se destacam: Sociedade Brasileira de Urologia, Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Associação Paulista de Medicina, Academia de Medicina de São Paulo, Academia Nacional de Medicina, International College of Surgeons, International Society of Urologic Endoscopy, Confederación Americana de Urología, International Society for Impotence Research, Associação Brasileira para o Estudo da Inadequação Sexual, Societé Internationale D’Urologie, Sindicato dos Médicos do Estado de São Paulo, Sociedade Brasileira de História da Medicina (sócio fundador), União Brasileira Contra as Doenças Venéreas, Associação Brasileira de Educação Médica, Associação Médica do Instituto de Assistência do Hospital do Servidor Público Estadual, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana, Associação Brasileira dos Docentes de Ética Médica, Sociedade Médica Ítalo-Brasileira, Sociedade Brasileira de Reprodução Humana, Sociedade Brasileira de Educação e Integração, Associação dos Ex-Alunos da Faculdade de Medicina de Jundiaí (sócio fundador), Centro de Estudos de Urologia do Hospital do Servidor Público do Estado de São Paulo (membro fundador), Sociedade Brasileira de Estudos Municipalistas e Rotary Club de São Paulo – Tremembé.

Ingressou, em 1986, com apenas 31 anos, como membro titular da Academia de Medicina de São Paulo e, desde 2002, é membro emérito dessa insigne e secular instituição paulista.

Foi condecorado 34 vezes pelas seguintes entidades: Colégio Brasileiro de Cirurgiões (1986), Academia de Medicina de São Paulo (1986 e 1995), Academia Brasileira de Médicos Escritores (1989, 1997, 2001, 2003, três vezes em 2005; duas vezes em 2006 e uma em 2008), Sociedade Brasileira de Estudos Municipalistas (1992 e 1996), Sociedade Brasileira de Educação e Integração (1992), Sociedade Brasileira de Médicos Escritores – Nacional (duas vezes em 1994; 2001, 2002, 2003 e 2004), Sociedade Brasileira de Médicos Escritores – Regional de São Paulo (três vezes em 1995 e 1996), Associação Paulista de Medicina (duas vezes em 1998), Academia Cristã de Letras (2000), Sociedade Brasileira de Médicos Escritores – Regional de Minas Gerais (2006), Ordem Nacional dos Escritores (2006); Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba (duas vezes em 2007) e Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias (2008).

Como profissional, Helio Begliomini recebeu 10 prêmios: Jornal Brasileiro de Medicina – 1o lugar, em 1986, com o trabalho Avaliação do Material Promocional Farmacêutico Fornecido à Classe Médica; Academia de Medicina de São Paulo – Menções Honrosas em 1988 e 1995; Associação Paulista de Medicina – Prêmio Felipe Baeta Neves (Urologia) em 1994, com o trabalho Avaliação Metabólica de 190 Pacientes com Litíase Urinária; Associação Paulista de Medicina – Prêmio José Almeida Camargo (Cultura Geral) em 1995, 1996, 1998 e 2003,  respectivamente, com os seguintes trabalhos: Contribuição à História da Endoscopia Urológica (1995); Tributo ao Saber Urológico. Origem e Trajetória (1996); Contribuição à História da Sociedade Brasileira de Urologia (1998) e Juscelino Kubitschek de Oliveira: Médico, Literato e Presidente da República. O Urologista-Cidadão Mais Famoso do Mundo! (2003); Associação Paulista de Medicina – Honra ao Mérito pela contribuição prestada ao engrandecimento da urologia paulista, em 1997; Prêmio Nacional de Casos Clínicos Omnic da Eurofarma, em 2000, recebendo duas estadias em Buenos Aires – Argentina, com o trabalho Carcinoma In Situ Multifocal do Pênis.

De 1982 a 1988, prestou serviços de assessor médico a três indústrias farmacêuticas multinacionais, contribuindo para o estudo de 75 produtos novos ao mercado brasileiro. Nesse período foi coeditor do Boletim Científico da Associação Brasileira de Médicos Assessores da Indústria Farmacêutica (Abmaif, 1984-1986) e membro do Conselho Assessor Científico do Jornal de Medicina Diagnóstica (agosto 1986 a março 1987).

            Helio Begliomini é urologista e diretor clínico do Instituto de Medicina Humanae Vitae (Imuvi) desde a sua fundação, em 1988. Entre os vários hospitais em que já atuou ou tem atuado mais amiúde, encontram-se: Hospital 9 de Julho, Hospital Santa Catarina, Hospital São Camilo – Santana (Dom Silvério Gomes Pimenta), Hospital Nossa Senhora de Lourdes, Hospital San Paolo (Hospital e Maternidade Voluntários), Hospital e Maternidade São José, Hospital Bandeirantes, Hospital Santa Paula  e Hospital Presidente. Colaborou, voluntariamente, como médico com o Abrigo de Velhinhos Frederico Ozanan (1987-1995) e tem colaborado, desde 2000, com a Fundação Gol de Letra, ambas instituições beneficentes localizadas na Zona Norte da cidade de São Paulo.

Desde acadêmico, tem-se atualizado em mais de 520 encontros profissionais distribuídos entre cursos, jornadas, fóruns, simpósios e congressos.

Helio Begliomini publicou mais de 198 trabalhos científicos em revistas especializadas de circulação nacional e internacional; 85 capítulos em livros, assim como mais de 320 artigos literários em diversos periódicos relacionados à medicina e mesmo fora dela. Elaborou 88 comentários editoriais concernentes a artigos científicos. Apresentou 179 trabalhos em congressos nas modalidades de temas livres, pôsteres e vídeos e atuou em cerca de 90 mesas-redondas ou como conferencista. Teve seu nome como referência em mais de 1030 citações médico-científicas e lítero-culturais.

Ao longo de sua vida tem exercido mais de 90 cargos e funções, sendo a imensa maioria de forma graciosa e desprendida. Destacam-se dentre eles: membro do corpo editorial do Jornal Brasileiro de Urologia (JBU, 1990-1997); urologista-perito convocado pelo Saúde Bradesco (1992); urologista-perito convocado pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) por indicação da SBU – SP (1992 e 1999); membro do comitê editorial do Boletim da Urologia – órgão oficial da SBU nacional (1992-1993 e 1998-1999); membro da Câmara Técnica de Urologia do Cremesp (1994-1996 e 1999-2003); revisor de artigos urológicos para a revista da Associação Médica Brasileira (1995); editor-associado da revista Urologia Contemporânea (1999); membro do corpo de revisores de artigos do JBU (1995-1998); editor do Boletim de Informações Urológicas – órgão oficial da SBU – SP (1996-1997); membro do conselho editorial da revista Próstata News (1996-1998); membro do corpo editorial do Jornal Brasileiro de Urovídeo (1998-1999); presidente da Comissão de Ética Médica e Defesa Profissional da SBU (1997-1999; 2003-2005); membro do consulting editors do Brazilian Journal of Urology (2000-2002); editor-associado do Boletim da Urologia (2001-2005); membro do conselho científico da revista eletrônica Urologia Virtual – Urovirt da Unicamp, desde janeiro de 2002, e membro do conselho de economia da SBU Nacional (2006-2007).

Devido à sua ponderação e imparcialidade foi escolhido pelos seus pares para ser o presidente da comissão eleitoral dos acirrados pleitos de 2005 da SBU Nacional e de 2008 da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (Sobrames) – sede nacional.

*   *   *

Do ponto de vista literário, seu nome artístico se confunde com seu nome próprio. Tem publicado artigos em diversos periódicos nacionais, interessando-se mais pelo gênero prosa; nas modalidades crônicas, ensaios, biografias, historiografia e cartas.

Helio Begliomini é sócio-fundador da Sobrames – SP (1988), tendo exercido vários cargos, dos quais destacam-se: vice-presidente (1988-1990 e 1990-1992) e presidente (1992-1994; 2007-2008 e 2009-2010). Foi secretário-geral da Sobrames Nacional (1994-1996) e presidente (1998-2000). Foi o mais jovem a ocupar a presidência na história da Sobrames – SP (37 anos) e na história da Sobrames Nacional (43 anos).

Participou como escritor da 18a (2004), 19a (2006) e 20a (2008)  Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Em 2005, foi agraciado com a publicação de seu nome na renomada enciclopédia “Who’s Who in the World” e recebeu título honorífico do Distrito 4430 do Rotary International.

Helio Begliomini pertence também às seguintes entidades lítero-culturais: Academia Brasileira de Médicos Escritores (Abrames – titular-fundador desde 1989 da cadeira no 33, sob a patronímica de  Edgard Roquette Pinto. Na ocasião, tinha apenas 34 anos e constitui-se, até hoje, no mais jovem recipiendário desse sodalício); União de Médicos Escritores e Artistas Lusófonos (Umeal – sócio fundador, em 1993); Liga Sul-Americana de Médicos Escritores (Lisame – sócio fundador, em 1998); Academia Cristã de Letras (desde 2000 – cadeira no 10, sob a patronímica de Marie Barbe Antoinette Rutgeerts Van Langendonck, onde vem exercendo o cargo de 1o tesoureiro nos biênios 2002-2003; 2004-2005; 2006-2007 e 2008-2009); União Brasileira de Escritores – UBE (desde 2005); Ordem Nacional dos Escritores – ONE (desde 2005) e Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba – IHGGS (sócio-efetivo desde 2007, sob a patronímica de Carlos da Silva Lacaz).

Helio Begliomini foi presidente de honra do XVIII Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores realizado em Gramado (RS), de 28 a 31 de maio de 2000. Por ocasião desse evento recebeu dois significativos títulos: “Grande Amigo da Literatura e da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores – Regional do Rio Grande do Sul” e “Reconhecimento pelos Relevantes Serviços Prestados à Sobrames Nacional – Biênio 1998-2000”.

            Em 18 de junho de 2001, por ocasião de inauguração da Galeria Fotográfica dos Presidentes da Sobrames Nacional no Recife – PE, recebeu o título de Membro Honorário da Sobrames Nacional.

Helio Begliomini tem desempenhado funções de editor, editor-associado, membro de conselho editorial, de conselho de revisores e congêneres de revistas científicas e lítero-culturais.

Recebeu 64 prêmios em concursos literários, destacando-se entre eles o prêmio Clio de História da Academia Paulistana da História (2004, 2006, 2007 e 2008); prêmio Manoel Antônio de Almeida, maior comenda da Academia Brasileira de Médicos Escritores (Abrames, 2007) pelo conjunto de sua obra, e prêmio Aldo Miletto pelo melhor desempenho do ano na Sobrames do estado de São Paulo (2007 e 2008).

Participou em mais de 180 tertúlias; possui trabalhos publicados em 13 Antologias e teve a honra de prefaciar 11 livros, constando, entre eles, um tratado de medicina da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Professa a fé católica e, desde tenra idade, tem participado de movimentos relacionados à sua comunidade religiosa, destacando-se Congregação Mariana, Legião de Maria, Pastoral da Juventude, Curso Preparatório para o Matrimônio e Pastoral da Saúde, sendo médico responsável pelo ambulatório da Paróquia Nossa Senhora de Fátima do Jardim Tremembé (SP) desde 1979.

Helio Begliomini publicou os seguintes livros: 1. Contribuição ao Estudo dos Tumores do Testículo (1984); 2. Pelo Avesso (1998); 3. Ementário da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (1999); 4. Tributo à Sobrames – 1965-2000 (dezembro/1999); 5. Ultrapassando com Humildade os Umbrais da Academia Cristã de Letras (2000); 6. Galeria Fotográfica dos Presidentes da Sobrames Nacional (2001) em coautoria com Luiz Alberto Fernandes Soares;  7. A Sobrames Nacional e Seus Presidentes (2001); 8. Contraponto(2002) – Prêmio Clio de História – 27a edição (2004); 9. Alvíssaras(2003); 10. Mistura Fina (2004); 11. Juscelino Kubitschek de Oliveira – Patrono da Sociedade Brasileira de Urologia (2005) – Prêmio Clio de História – 29a edição (2006); 12. Urologia, Vida e Ética (2006); 13. Sonhar é Preciso (2007); 14. Academia Cristã de Letras – Tributo aos Quarenta Anos de História (2007) – Prêmio Clio de História – 30a edição (2007); 15. Alçando Novos Ares (2007); 16. Academia Brasileira de Médicos Escritores – Vinte Anos de História (2007) – Prêmio Clio de História – 31a edição (2008) e selecionado dentre os “Livros do Ano” de 2008 pela Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias; 17. Dissecando a Vida (2008); 18. Sobrames Paulista – Compêndio dos seus Vinte Anos de História – 1988-2008 (2008) em coautoria com Marcos Gimenes Salun; 19. Sobrames do Estado de São Paulo – Editoriais Presidenciais (Biênio 2007-2008) – Volume I (2009) e 20. Asclepíades da Academia Paulista de Letras (2009).

Um comentário sobre “Helio Begliomini

  1. Puxa, nunca imaginei que você (Dr) tivesse tamanha desenvoltura nessas mais diversas áreas. Sinto-me feliz por tê-lo como médico e acima de tudo, sinto-me a vontade em dizer, amigo.

    Abraços,

    Nilson

Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s